RSSYou TubeTwitter InstagramFacebook
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


Notícias

  12/06/2018 16:15 

Começa Encontro Nacional dos 20 anos da Educação do Campo e do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária

 
“Educação é direito, e não mercadoria”: esse é o tema do Encontro Nacional dos 20 anos da Educação do Campo e do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera), que é realizado pelo Fórum Nacional de Educação do Campo (Fonec) e pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) de hoje (12) a sexta-feira (15), no Centro Comunitário Athos Bulcão, da Universidade de Brasília (UnB).  
 
A Contag é uma das vozes que vão ajudar a qualificar o debate sobre as práticas já desenvolvidas voltadas para a educação do campo e projetar os rumos do Pronera. As atividades do primeiro dia iniciaram nesta manhã com uma mística encenada por uma das turmas de Licenciatura em Educação do Campo da UnB. Em seguida, houve as boas vindas das instituições apoiadoras do Encontro.  
 
O secretário de Organização e Formação Sindical da CONTAG, Carlos Augusto Santos Silva (Guto), enfatizou a importância do movimento sindical no contexto da elaboração e de defesa de políticas públicas para a educação do campo. O dirigente também destacou como o golpe parlamentar de 2016 contra a presidenta Dilma Rousseff prejudicou os avanços do tema e pediu engajamento de todos os envolvidos. “É preciso que todos nós resistamos para resgatar o nosso espaço de participação popular e os direitos que já conquistamos. Não vai haver retrocesso”, avisou. 
 
Quem também usou o tom de resistência em seu discurso foi Eliene Novaes, responsável pela organização do Encontro e professora da UnB. “As conquistas nos motivam a firmar o pé. Este é um lugar de fala, um espaço de democracia que, com certeza, será bem usado por todos nós ao longo dessa semana”, disse.  
 
O vice-reitor da Universidade Estadual da Bahia, Marcelo Ávila, disse que as ações desenvolvidas pela instituição em prol da educação do campo só foi possível devido à proximidade com os movimentos sociais rurais. “Já formamos mais de 13 mil alunos e alunas e recentemente criamos o mestrado em Educação do Campo. A nossa universidade tornou-se proponente de políticas públicas”, comemorou o acadêmico. 
 
A reitora da UnB, Márcia Moura, alertou para as eleições deste ano. “É preciso ficar atento aos parlamentares que vamos eleger e nos assegurar se eles estão comprometidos com a agenda da educação do campo. Precisamos formar cidadãos e cidadãs na cidade e no campo”, discursou.
 
Números 
 
O presidente do Incra, Leonardo Góes, frisou a importância do Pronera na promoção ao acesso à educação formal e ao estímulo à fixação do jovem no campo. Ele também apresentou alguns números do Pronera que, segundo ele, confirmam o sucesso do programa. “Foram 170 mil alunos na educação de jovens e adultos, 7 mil beneficiados no ensino técnico, 5,5 mil na graduação e 4 mil na pós-graduação”, elencou. 
 
Programação 
 
O conteúdo do Encontro está direcionado para avaliação crítica sobre as duas décadas de execução das políticas públicas do Pronera. Mesas de debate, grupos de trabalho, plenária de estudantes e um ato político na audiência pública no Congresso Nacional estão previstos para acontecer. 
 
Os trabalhos do Encontro continuam na tarde desta segunda-feira. Está previsto para acontecer a mesa sobre a avaliação da conjuntura política agrária e o projeto popular para o Brasil. E, encerrando as atividades do dia, outra mesa: a que vai analisar o significado histórico do Pronera para a educação brasileira. 
 
Na quarta-feira pela manhã, a relação entre o capital e a educação do campo será debatida. No mesmo dia, à tarde, serão apresentadas as boas práticas desenvolvidas no meio rural. À noite, estudantes estarão reunidos para discutir a pauta da educação. 
 
Na quinta-feira (14), a CONTAG participará da audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados. A secretária de Políticas Sociais da CONTAG, Edjane Rodrigues, garantiu que instituição reivindicará perante os parlamentares a manutenção das conquistas e promete lutar para ampliar os recursos orçamentários para a educação do campo. Ainda na quinta-feira haverá uma mesa para repercutir a construção de um projeto educativo-formativo.  
 
O encerramento do Fonec será na manhã da sexta-feira (15), quando movimentos estudantis de educação do campo terão a oportunidade de mostrar o seu protagonismo. 
 
FONTE: Comunicação CONTAG - Rafael Nascimento
 
 
 
 
FONTE: Comunicação CONTAG - Rafael Nascimento
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome
Nome é necessário.
E-mail
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
Lei os termos de uso

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

 
 
Av. Visconde do Rio Branco, 2198 - Joaquim Távora
Fortaleza - Ceará   CEP 60055-171
(85) 3231-5887 / 3231-7584
falecom@fetraece.org.br
 
  www.igenio.com.br
CTB CNTS